Pular para o conteúdo principal

União e Força


União e Força



Quando duas ou mais pessoas se reunirem em meu nome...

Eu aí estarei! - Jesus.

Jesus, o Grande Pastor de todos nós, ovelhas carentes de amparo e proteção, afirmou que se nos reuníssemos em Seu nome, estaria conosco.

Não se referiu a nenhuma religião específica, posição social ou raça. Simplesmente disse que se as pessoas se reunissem em Seu nome, Ele ali estaria.

Assegurou que tudo o que pedíssemos ao Pai, em Seu nome, Ele nos concederia. Basta que peçamos com desejo sincero no coração e com as mãos operosas na ação do bem.

É momento, pois, de unir-nos em pensamentos otimistas e fraternos, com vontade firme de mudar a paisagem da Pátria do Evangelho, chamada Brasil.

Rogar a Deus que ilumine as mentes e os corações dos governantes, para que possam tomar decisões acertadas em prol da sociedade.

Rogar a Deus pelos religiosos, para que estejam atentos à responsabilidade perante as leis que regem a vida, para que não desperdicem a oportunidade de conduzir seus fiéis a Deus.

Rogar pelos homens que fazem as leis, para que Deus lhes mostre a justiça.

Rogar pelos enfermos do corpo e da alma, para que tenham forças e superem as dificuldades com coragem.

Pedir a Deus pelos criminosos, que eles possam cair em si e retornar ao Pai que aguarda, amoroso, a volta dos filhos pródigos.

Lembrar também de pedir pelos demais países da Terra. Pelos povos que se digladiam em nome de Deus; pelos que disputam o poder; pelos que alimentam as guerras, dizimando populações inteiras, pois todos esses se distanciaram do Criador.

Pedir que Deus envolva em Suas bênçãos as pessoas de boa vontade, para que possam continuar trabalhando no bem, seja no campo das ciências, das artes, da religião, seja no que for.

Já é tempo de derrubarmos os muros que nos separam uns dos outros porque discordamos da maneira que esta ou aquela religião busca adorar a Deus.

É hora de percebermos o que é bom e apoiarmo-nos.

Afinal, o bem é sempre o bem, e não deixará de sê-lo porque praticado por pessoas de religião diversa da nossa.

Quem é que, tendo o mínimo de sensibilidade, não se comoveu vendo aquele homem debilitado correndo o mundo em nome da paz?

Aqueles que realmente querem construir um mundo melhor, não ficaram indiferentes diante de João Paulo II que, visivelmente enfermo, viajava pela Terra inteira.

Esse homem que, com serenidade no olhar cansado, e esforços para vencer as próprias limitações, buscou sensibilizar seu rebanho para a valorização da vida; o fortalecimento dos laços de família; o respeito às leis de Deus.

Vale a pena meditarmos sobre essas importantes questões da vida, lembrando Jesus ao afirmar que, um dia, haverá um só rebanho, sob a égide de um só Pastor.

E, como Ele próprio afirmou, nenhuma das Suas ovelhas se perderá.

E Suas ovelhas somos todos nós, habitantes dos dois planos da vida, desta morada do Pai, a que chamamos Terra.



Redação do Momento Espírita.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tapete de Oxalá (Boldo) - Pesquisado por Ednay Melo

BOLDO SETE-DORES


Nome Científico: Plectranthus barbatus Andrews 
Família botânica: Lamiaceae (Labiatae)
Sinonímias: Coleus barbatus (Andr.) Benth.

Nomes populares: boldo, boldo-de-jardim, boldo-africano, boldo-silvestre, boldo-nacional, falso-boldo, boldo-do-reino, malva-santa, malva-amarga, sete-sangrias, sete-dores, folha-de-oxalá, tapete-de-oxalá.
Origem ou Habitat: É originária da Índia (LORENZI; MATOS, 2008).
Características botânicas: é um arbusto perene, pubescente, com aproximadamente 1,5m de altura. Caule amarelo-acinzentado bastante rugoso, pouco ramificado, com ramos quadrangulares. Folhas com 4 – 8 cm de comprimento, 2,5 – 6 cm de largura, simples, opostas, ovado-oblongas, com margem dentada, verde-claro na página superior e verde-pardacento na inferior. Flores azul-violáceas , com até 2 cm de comprimento.
Habitat: Planta brasileira presente em quase todas as regiões do país - em jardins, hortas, terrenos baldios e cultivados.
História: Faz parte da medicina popular, com as mesma…

Cores, Datas Comemorativas e Dias da Semana dos Orixás - Por Ednay Melo

A Umbanda é uma religião que nos dá a oportunidade de escolher a melhor forma de praticá-la, respeitando os valores e crenças de cada um. Na umbanda existem conceitos universais, aqueles que se não forem seguidos não se pode considerar Umbanda, como por exemplo a crença em Deus e nos Orixás, a crença nos trabalhadores que formam as linhas de Umbanda como os Caboclos, os Pretos Velhos e Ibejis, a prática da caridade sem qualquer tipo de cobrança, seja material ou psicológica, não sacrificar animais, o predomínio da cor branca, trabalhos direcionados apenas para o Bem, entre outros. 
A questão das cores dos Orixás, datas comemorativas e dias da semana está confundindo muitos irmãos de fé diante de tantas informações desencontradas, mas que se apreciadas empaticamente, fazem todo o sentido dentro da realidade de cada um. 
O julgamento precipitado, a crítica que acaricia o ego, a falta de sensatez de discursos superficiais do que não se conhece, prejudica mais do que aclara o entendiment…

Homenagem aos Orixás e Guias do Mês de Dezembro - 2017

Salve Oxalá! Salve Iemanjá! Salve o Povo do Oriente! Salve os Marinheiros!






Família Tulca em gira festiva em 09-12-17! Gratidão a todos pela linda homenagem, pela presença, pelo carinho e pela fé! Parabéns aos batizandos 2017! Que as bençãos de Pai Oxalá e Mãe Iemanjá proporcionem amor e paz a todos!

Oração à Mãe Iemanjá 
O teu mar, fonte de poesias e de encanto, enaltece o espírito de quem sabe ouvir o cantarolar das suas ondas...

Grande provedor de alimentos que nosso Pai Maior nos presenteou...

Acolhe a todos nós como um grande útero universal, querida Mãe de todos nós...

Aquela que alimenta, que ampara, que cuida, que ensina, que afaga...

E que, com a paciência de mãe, espera pelo crescimento espiritual de cada um...

Ajuda-me oh mãezinha, a compreender o fundamento maior do meu lugar no mundo, para que eu possa vencer as intempéries no caminho...

Para que eu possa continuar rumo ao Pai, apesar das pedras que me jogam a fim de que eu estacione...

Para que eu possa compreender e me fa…