Pular para o conteúdo principal

Destaques

As Más Sensações em um Terreiro

As Más Sensações em um Terreiro

Acontece em muitos terreiros, durante uma gira, algumas pessoas da assistência não se sentirem bem com as diversas formas de sensações emanadas da própria dinâmica das energias que circulam no ambiente, estamos falando aqui de uma Casa séria, devidamente assistida pelos Guias espirituais.

E por que isto acontece, se os trabalhos são dirigidos na ordem e na disciplina?

Existem várias causas. Mas vale lembrar, que as pessoas têm sensações porque de verdade e de fato existe um trabalho espiritual, de verdade e de fato existe um trabalho mediúnico. Se esta mesma pessoa for a um Terreiro onde predomine o animismo, com certeza se sentirá bem, melhor dizendo: não sentirá nada. Principalmente quando os seus obsessores sabem que ali não existe trabalho verdadeiro, são capazes de se afastar da sua presa para lhe dar a falsa sensação de bem estar e por ali ficarem, afinal é o lugar ideal para continuar a sua influência maléfica.

Mas, voltando às sensações espirituais quando se está em um Terreiro sério, saibamos que o Terreiro é acima de tudo uma casa de caridade e um grande hospital, por ele circulam espíritos desencarnados e necessitados de socorro, muitos se aglomeram pelos cantos esperando a oportunidade de serem atendidos mais diretamente pelos encarnados, outros são socorridos mesmo do lado espiritual e são encaminhados, existem aqueles que sedentos por socorro não suportam ter que esperar a sua vez, sim meus filhos, existem milhares e não se pode atender a todos de uma vez, outros, ainda, são completamente endurecidos e têm a falsa ideia de que ali podem praticar seus declives. Estes últimos são isolados pelos guias a fim de que não atrapalhem os trabalhos já em andamento.

Lá na assistência há um médium desatento, me refiro a assistência, mas este médium pode estar também na corrente mediúnica. Na maioria das vezes este médium não tem o conhecimento do mecanismo da própria mente, que tem o poder de atrair e repelir qualquer tipo de energia com a sua vontade. Se ele alimenta maus pensamentos no momento dos trabalhos, se ele é movido por inveja, maledicência, sentimento de ódio, vingança, orgulho, vaidade e todo sentimento contrário ao objetivo dos trabalhos, ele não conseguirá se sintonizar desta forma com a espiritualidade que está ali para ajudá-lo e, o pior, seus maus pensamentos se sintonizam perfeitamente com os espíritos que já estão isolados, mas conseguem induzir aquela mente pela lei do livre arbítrio de ambos. 

Assim começam os tão famosos mal-estares e apesar do corpo espiritual e mediúnico socorrê-lo, muitas vezes se demoram nas más sensações, e por quê?

Uns têm necessidade de chamar a atenção para si, outros querem testar a eficiência do socorro, geralmente do pai ou mãe de santo, e outros desconhecem ou não acreditam quando são alertados pelos dirigentes, do poder da sua mente, que pode se desvincular daquela energia ruim atraindo para si uma energia boa. Neste terreiro, é orientado que se pense em um reino da natureza com fé enquanto lhe são aplicados passes, este procedimento reequilibra as energias do médium o remetendo às vibrações dos Orixás, mas só consegue quem realmente quer.

É com tristeza que este caboclo presencia estas cenas, porque este médium mal intencionado está muitas vezes tirando a oportunidade de um outro mais necessitado de receber a ajuda, porque o tempo é muito curto e tudo é minuciosamente planejado para se atender da melhor forma possível a todos.

O que este caboclo quer deixar aos filhos como mensagem com estes exemplos, é ressaltar a importância de zelar por sua harmonia mental cultivando pensamentos positivos, a importância do estudo, a importância de se perguntar ao seu dirigente qualquer dúvida, porque esta dirigente é tão aprendiz como todos vocês, com a diferença que lhe foi dada muito antes desta encarnação a missão de conduzir este Templo, houve todo um planejamento para se chegar até aqui, e ela, como todos os outros dirigentes de terreiros servem como ponte entre nós e vocês encarnados, o dirigente é o elo por onde a espiritualidade que comanda o Terreiro a nível astral transmite todas a informações necessárias para a direção e organização do trabalho a nível terra. Então, mesmo que ela não saiba lhe responder, na hora terá a inspiração nossa para a resposta. Fique claro que se não houver esta consciência de que um terreiro tem dono, que são os Orixás e que estes enviam os seus Guias trabalhadores através do Pai ou Mãe de Santo, se não houver esta consciência, não pode haver convivência.

Por último, deixo-lhes a reflexão do Evangelho, primordial a todo médium: Orai e vigiai! Não permitam que outra mente comande a sua, elimine todo mal pensamento com outro bom pensamento, tenham o discernimento para entender quando uma sugestão não é dos espíritos que trabalham para o Bem Maior e elimine-a imediatamente, porque vocês podem.

Mensagem transmitida pelo Caboclo Flecheiro, em Gira Fechada na sede do TULCA, em 04/08/2013, através da médium Ednay Melo.


Comentários