Pular para o conteúdo principal

Destaques

Alfavaca de Caboclo - Pesquisado por Ednay Melo


ervas na umbanda alfavaca
Nome científico: Ocimum gratissimum L.
Nome popular: Alfavaca de caboclo
Ocimum gratissimum L., planta conhecida popularmente no Nordeste brasileiro como “alfavaca” ou “alfavaca de caboclo”, possui, segundo a literatura consultada, propriedades antifúngica, antibacteriana, antidiarréica, hipoglicemiante e antiinflamatória.
Trata-se de uma angiosperma da família Lamiaceae originária do Oriente, e que hoje está difundida por países tropicais como o Brasil onde é conhecida popularmente como alfavacão, alfavaca e alfavaca-cravo. O Ocimum gratissimum L é um subarbusto aromático, ereto, com até 1m de altura. Suas folhas são ovalado-laveoladas, de bordos duplamente dentados, membranáceas, 4-8 cm de comprimento. As flores são pequenas, roxo-pálidas, dispostas em racemos paniculados eretos e geralmente em grupos de três. Fruto do tipo cápsula, pequeno, possuindo 4 sementes esféricas. Tem aroma forte e agradável que lembra o cravo-da-índia. Extratos obtidos da planta são usados pela população no tratamento de reumatismo, paralisias, epilepsia e doenças mentais, além de conter substâncias ativas que são utilizadas como inseticida, nematicida, fungicida, antimicrobiana e anti-séptica local. 


Por seu sabor e odor semelhantes ao do cravo-da-índia, é usada também como condimento em culinária. 

Contraindicações:

Pode causar reações alérgicas. O uso interno é contraindicado, pois pode causar palpitações, sudorese, tontura e outros efeitos colaterais.


USO RITUALÍSTICO
Erva que vibra na irradiação do Orixá Oxossi. Indicada para limpeza e reequilíbrio, auxilia no processo de cura de doenças físicas e espirituais.

Ednay Melo


Vídeo Sobre a Erva Alfavaca de Caboclo








Comentários