Tratamento Espiritual



cura espiritual



Um tratamento Espiritual à base de orações, passes, atendimento pelos Guias Espirituais, banhos, firmezas etc. sempre nos beneficia.

Mas pode não haver uma resposta imediata para o problema que nos afligia e que nos levou a buscar ajuda Espiritual. É comum ficarmos muito ansiosos, às vezes querendo uma solução “pra ontem”... Quando a resposta não é imediata, vem a aflição, a dúvida, parece que nada faz efeito... Isso quando não há uma reviravolta, parecendo que tudo ficou ainda pior...

Como entender isso?

Um tratamento Espiritual tem como principal objetivo trazer equilíbrio para o nosso campo magnético, ou seja, limpar, equilibrar e harmonizar as energias do nosso Espírito, da mente e do corpo físico. Essa harmonização irá favorecer o nosso bom desempenho nos vários setores da nossa vida e atrair prosperidade e abundância tanto Espiritual quanto material. Depois, compete a cada um cuidar da sua saúde Espiritual, mental, emocional e física, para que os resultados desse tratamento surjam e se mantenham positivos.

Não podemos esquecer que nós somos Espírito, mente e corpo físico. Esses três “corpos” funcionam interligados, o que acontece em um deles reflete sobre os outros. Para ter uma vida próspera, precisamos cuidar bem desses três aspectos.

O Espírito é a nossa Essência Divina. Quando bem cuidado (com orações, reflexão, respeito por si mesmo e pelos outros etc.), torna-se “o comandante ideal” para nos direcionar a uma vida mais plena e feliz, em todos os setores. Logo, descuidar do Espírito prejudica nossa paz interior e também o bom funcionamento da mente e do físico.

Por sua vez, a mente equilibrada recebe com tranquilidade o comando do Espírito, então gera pensamentos e emoções saudáveis e assim favorece o bom funcionamento do corpo físico. O estudo dos chakras nos mostra como as Energias Divinas são absorvidas pelo nosso campo magnético e como atuam diretamente sobre determinados órgãos físicos, promovendo o equilíbrio geral da nossa estrutura Espiritual, mental e física. Os reflexos do equilíbrio mental e emocional são mais visíveis no campo dos relacionamentos (amor, amizade, laços de família, parcerias etc.), mas atingem igualmente os demais setores da nossa vida (profissional, financeiro, saúde física, enfim, tudo). Descuidar da mente prejudica a qualidade dos pensamentos e emoções, perturbando o Espírito e também o físico. A ciência já comprovou que muitas enfermidades têm origem em pensamentos e emoções negativos.

Finalmente, um corpo saudável torna-se boa ferramenta para o trabalho da mente e do Espírito encarnado (alma). Descuidar do corpo prejudica não apenas a saúde física, mas também a mente e o Espírito.

Em resumo, precisamos nos cuidar por inteiro: no Espírito, na mente e no corpo físico.

Ora, um tratamento Espiritual vai trabalhar todos esses aspectos. Isso pode levar algum tempo. Enquanto a harmonização das nossas energias não acontece, os resultados imediatos que buscamos podem não ser visíveis. É algo parecido com o trabalho de construir uma casa: o terreno precisa ser limpo e aplainado, com a retirada do excesso das águas subterrâneas, para a preparação da base sobre a qual será feita a edificação; depois começa o levantamento das paredes; em seguida se faz a cobertura; e finalmente vem a fase de acabamento. O resultado esperado é a casa pronta, demora um pouco. Durante o processo, tudo parece revirado, bagunçado, pode haver imprevistos, às vezes dá vontade de desistir... Precisamos ter paciência e um bom planejamento, para chegar à etapa final. Então veremos que valeu a pena, vamos entrar numa casa nova, com as acomodações que idealizamos!...

Durante um tratamento Espiritual acontece algo semelhante.

Enquanto a Espiritualidade Superior está limpando determinadas energias, podemos sentir algum incômodo, ou começar a perceber coisas que antes não estávamos enxergando e então imaginar que aquilo foi causado pelo tratamento. Pode parecer que tudo ficou pior do que estava antes...

Na verdade, a limpeza Espiritual do ambiente também limpa a nossa percepção, é como se antes olhássemos através de um vidro sujo: não percebíamos claramente as coisas ao nosso redor. Quando esse “vidro” fica limpo, passamos a enxergar melhor. E aí começa o trabalho individual, a necessidade de cada um cuidar de si mesmo e verificar onde não estava agindo tão bem quanto poderia, e então analisar como poderá melhorar-se e manter-se o mais equilibrado possível, para ter uma vida melhor.

Um Guia de Luz não interfere em nosso livre-arbítrio. Os Guias trabalham dentro da Lei e da Justiça Divinas, e fazendo apenas o que lhes é permitido fazer em nosso benefício. Daí em diante, a tarefa é nossa!

Precisamos refletir sobre a nossa forma de viver, analisar as necessidades de mudança, fazer uma renovação positiva das nossas crenças e valores. Se nós desejamos mudanças em nossa vida, precisamos mudar internamente! É a Lei da Atração. Não é justo querer que alguém faça por nós o que é da nossa responsabilidade. Pedir ajuda é prova de humildade e inteligência. Mas querer que façam por nós é algo que desrespeita as Leis Divinas, lembra muito o desejo de se apropriar do que não nos pertence...

A Bíblia fala de um período de sete vacas gordas seguido de um período de sete vacas magras, aconselhando que se guardem recursos no período de abundância para a nossa sobrevivência no período de escassez. E é possível perceber que há momentos na vida em que passamos períodos de muita tranquilidade, para depois enfrentar épocas de crise. O “sete” pode representar os 7 Sentidos da Vida (Fé, Amor, Conhecimento, Justiça, Lei, Evolução e Geração), ou seja, os caminhos de aprendizado que precisamos seguir para nossa evolução. Significa que tudo isso é necessário para o nosso crescimento Espiritual!

De fato, aprendemos com as dificuldades criando alternativas e nos adaptando, até alcançar novos períodos de estabilidade. Inclusive para aprender a agradecer e valorizar os períodos de fartura que já tivemos. São ciclos que se alternam, trazendo mais equilíbrio. Estamos aqui para aprender a aceitar isso e aprender a lidar com essas situações. Reclamar e revoltar-se não adianta, não muda coisa alguma...

O importante é que procuremos ajuda Espiritual para ter coragem, determinação e paciência no momento de atravessar os períodos de vacas magras. Sabendo que a nossa Essência Divina é a Fonte do nosso progresso, vamos confiar e trabalhar para atingir outro período de vacas gordas. Até que um dia possamos nos reunir com o Divino Criador, sentindo-O em nosso íntimo e vivendo em Infinita Abundância e Prosperidade, pois este é o nosso destino.

Seja como for, Deus está conosco. Sempre, em todos os momentos e em todos os lugares e circunstâncias. Ele está dentro de nós, na Essência de Luz que nos doou no momento da nossa Criação. Está também em torno de nós, porque toda a Criação Divina contém a Essência Perfeita do Divino Criador. Ter isto em mente, crer nisto com todas as nossas forças é o combustível que precisamos para atravessar quaisquer caminhos. Vamos, então, nos dedicar a aprender e a aceitar que a Luz do Divino Pai-Mãe da Criação seja a nossa Guia.

Paz e Luz a todos!

Maria de Fátima




Comentários