Tronqueira

Tronqueira


Muitas pessoas quando vão aos Templos de Umbanda observam nas entradas, pequenas casinhas ou portas que ficam posicionadas à esquerda da entrada. São as chamadas tronqueiras, locais onde são colocados elementos que fundamentam as proteções espirituais do Templo.


Estas tronqueiras funcionam como verdadeiros pára-raios, evitando que forças contrárias aos aspectos positivos adentrem o recinto. Nelas encontramos as forças de Exú e Pombagira, entidades espirituais que podemos observar em suas ações de forma análoga, como a polícia do astral. Os médiuns do Templo, bem como os consulentes recebem o amparo direto destas entidades, que se utilizam dos elementos ali mesmerizados para fundamentarem e repassarem suas forças curadoras e protetoras.


Encontramos em quase todas as tronqueiras o elemento terra, onde esta é retirada de forma ritualista e magística de pontos específicos, chamados de pontos de força dos Exús e Pombagiras. Como estes servidores da Luz regem as encruzilhadas e as bifurcações, é ali que se concentram poderosas vibrações que são utilizadas dentro da tronqueira, mas além da terra da encruzilhada ainda se pega a terra das montanhas, do cemitério, das matas, etc.


Então esta terra é colocada dentro deste local, as vibrações dos pontos de força dos Exús e Pombagiras passam a estar dentro do Templo de Umbanda, permitindo aos Guardiões deste local agir nas descargas se utilizando das forças das encruzas. Bem como de outros locais onde se foi retirada a terra, permitindo que a força viva, seja atuante dentro da tronqueira.


Além da terra, que é preparada pelos Exús e Pombagiras, encontramos uma diversidade de sementes, pedras, punhais, tridentes, ervas, velas, ossos, entre outros elementos que fazem parte do fundamento daquela casa.


Uma observação; não existem assentamentos e fundamentações de força de Exús e Pombagiras iguais, pois cada entidade tem seu próprio mistério e este ritual só se faz poderoso por completo quando direcionado pela entidade, então fundamentos encontrados em livros servem apenas para dar o conhecimento de como é feito dentro de UM rito, mas existem muitos rituais e a particularidade das entidades deve ser respeitada. É ai que está o Mistério e o Poder de Uma tronqueira. Este ponto de força dentro de um Templo de Umbanda só serve para dar suporte, proteção e firmeza ao Templo, nunca em hipótese alguma se utiliza deste local Sagrado para pedir coisas que não condizem com o Bem e elevação que a Umbanda traz, bem como, utilizando-se de forma degenerada, não está ligado ao Mistério Maior do Criador. Cito isto por ver que muitas religiões e pessoas que não conhecem este importante fundamento de nossa religião, distorcem o significado de uma Tronqueira.


Aproveitando o tema, se faz necessário revermos as questões sobre despachos (entregas) nas encruzilhadas. Dentro de uma tronqueira podemos ter a encruza, o cemitério, a força dos caminhos, das montanhas. É uma questão de fundamentar os pontos de influxo destas vibrações em preparos específicos dentro de uma tronqueira. Assim evita-se a entrega nestes locais, elas passam a ser feitas no próprio Templo. Isto é um fundamento importante, onde o Exú e Pombagira fundamentam tais forças na Tronqueira.

Axé
Pai Ortiz Bello


Comentários