Doutrina de Umbanda, ainda é preciso muita perseverança!

Doutrina de Umbanda, ainda é preciso muita perseverança!


Hoje encontramos 108 anos depois da fundação da Umbanda no Brasil com o advento do Sr. Caboclo das Sete Encruzilhadas, uma vasta gama de “escolas do espírito” dentro de terreiros, preocupadas mais com o preparo do médium neófito de Umbanda do que propriamente com o fenômeno mediúnico da incorporação umbandista.
Isso a nosso ver é algo extremamente positivo, pois bem sabemos o quanto o preparo faz a diferença e gera “excelência” no atendimento de terreiro, mas principalmente no lado moral e na disciplina do médium.
Hoje não “se bate mais cabeça”, por que todos batem, não se enche a cara de cachaça no trabalho de terreiro ou quem sabe alimentam espíritos viciados no tabaco. Com os estudos, as práticas pautadas no bom senso e o amadurecimento da mediunidade, se pode compreender a dinâmica energética que estes elementos adquirem dentro do terreiro.
O médium não mais olha o elemento e não sabe como o mesmo age em sua contraparte etérea. Hoje temos os estudos das pedras, benzimentos, ervas, fogo e fundamentos sagrados da Umbanda que deixam o amadurecimento magista em cada médium e claro a segurança de se saber o que e com o que se esta mexendo.
No desenvolvimento mediúnico, abandona-se o velho giro e entra o estudo e o desenvolvimento da doutrina mediúnica de Umbanda, onde a casa através de sacerdotes responsáveis preparam os iniciantes da jornada da vida, dentro da caridade de Umbanda.
Ainda encontraremos hoje às escolas de ensino a distância conhecidas como EAD’s. Seu compromisso é levar ensino de boa qualidade às regiões onde o mesma não chega ou nem exista. E mediante este cenário vamos vendo se realizar o “MANIFESTAR DO ESPÍRITO PARA A CARIDADE” anunciado pelo Caboclo das Sete Encruzilhadas, pois sabemos que para “manifestar”, antes é preciso “preparar”.
Mas, ainda existem dirigentes que movidos por uma onda de orgulho, vaidade e manipulação, proíbem seus médiuns de aprenderem, pesquisarem sobre a fé que professam, e o pior, dentro da própria casa que dirigem em momento algum usam o espaço para preparar ensinando o estudo da doutrina de Umbanda.

- Manipulação do medo
- Ameaças constantes
- Especulação financeira
- Visão da ignorância

Estes são alguns dos atributos que encontramos com os manipuladores da fé e do bom senso vestindo o brando e usando a “carteirada” de pai, mãe, dirigente, zelador de terreiro para se sobreporem ao médium que procura o estudo.
E quando o médium mostra “ousadia” e procura estudo o que julgamos totalmente normal, simplesmente são afastados de suas atividades na casa.
Acreditamos que aqueles que desta maneira procedem com a responsabilidade da direção de um terreiro manipulando, pregando a doutrina do medo e afastando o médium interessado somente em aprender, estão caídos em um poço de orgulho, arrogância, maldade e principalmente desrespeito com as leis de Umbanda.
Segundo o próprio Caboclo das Sete Encruzilhadas: “TODAS AS ENTIDADES SERÃO OUVIDAS, E NÓS APRENDEREMOS COM AQUELES ESPÍRITOS QUE SOUBEREM MAIS E ENSINAREMOS ÀQUELES QUE SOUBEREM MENOS E A NENHUM VIRAREMOS AS COSTAS E NEM DIREMOS NÃO, POIS ESTA É A VONTADE DO PAI”

Se nem aos espíritos se daria as costas e se negaria o aprendizado, perguntamos: Por que isso é feito com os médiuns?
Simples, por que existem pessoas que não amam a Umbanda, vivem do ego e nele vão sucumbir dentro de suas próprias ilusões.
É preciso compreender-se que os tempos são outros, que a própria espiritualidade trabalha em prol do crescimento e não do atraso da humanidade.
A casa que renega e pune o médium que hoje procura ensino, cai dentro de outro preceito agora ditado pelo Mestre Jesus “” Tudo o que a sua mão encontrar para fazer, faça-o com todo o seu coração. ”
O Dirigente que se nega a fazer a parte doutrinária dentro de sua casa, quebra este grande preceito e sua paga é a cobrança de sua própria consciência perante aos Orixás.

É hora de mudanças na mediunidade da Umbanda.
É preciso perseverar.

Com um abraço fraterno
Géro Maita


Comentários