Pular para o conteúdo principal

Destaques

O que mais nos fere...


O que mais nos fere...

Os feridos pela língua, desde o princípio
do mundo, têm número milhões de vezes
maior do que os feridos de guerras.
Não há coisa mais terrível do que a 
maledicência, a calúnia, a infâmia.
Mesmo que quem dela é vítima tiver o espírito 
tão superior que não se enlameie com ela; 
mesmo que ela consiga perdoar aos seus 
algozes, ela fere e compromete.
As sujeiras do corpo, as imundícies do exterior,
essas a água lava e faz desaparecerem.
Mas, a infâmia, que atinge a honra, cai dentro 
da alma, essa, só a força da justiça
divina consegue apagar.

Veja como você se irrita quando alguém lhe 
dirige a palavra em tom áspero e em voz alta.
Há uma espécie de comoção quase irresistível 
em seu espírito, repelindo a grosseria de quem 
assim procede em relação à sua pessoa.
A mesma reação têm que sentir aqueles aos 
quais você também se dirige asperamente 
e falando em voz alta. È difícil suportar,
sem reagir, tal procedimento. O tom áspero 
e a voz gritante agridem naturalmente 
ao corpo e ao espírito, não podendo evitar a repulsa.
Do mesmo modo que quer ser tratado,
trate você aos outros.

J. S. Nobre





Comentários