Pular para o conteúdo principal

Destaques

Erva Malva - Pesquisado por Ednay Melo



erva malva umbanda


Nomes populares: malva-cheirosa, gerâneo-aromático, malva-grande, malva-das-boticas, malva-silvestre, malva-de-casa, malva-rosa, rosa-chinesa, malva-maior, malva-selvagem.
Nome Científico: Malva sylvestris L
Família: Malvaceae
Nomes Botânicos: Malva grossheimii Iljin.; Malva parviflora L.
Partes Usadas:  folhas e flores
Sabor: doce e refrescante.

A Malva, é uma planta de porte herbáceo, com um ciclo perene e que pode chegar a atingir até um metro de altura. A sua raiz é pivotante. As suas folhas são membranosas, inteiras, alternas e com pecíolo longo. As suas flores são axilares, isoladas ou agrupadas, de cor rósea púrpura, quando novas e azuis depois de secas. Os seus frutos, quando maduros, se tornam de cor amarela. É uma planta que deve a sua expansão pelo mundo devido às suas propriedades medicinais.

Propriedades Medicinais: diurético; depurativo; laxativo; antiinflamatório; expectorante; antitussivo; calmante; demulcente; adstringente; emoliente; mucilaginoso; hidratante; suavizante; béquico; oftálmico; odontálgico; peitoral.

Indicações (Uso Interno): prisão de ventre com fezes ressecadas; infecção urinária; edemas; tosse; catarro amarelo; bronquite; gastrites; úlceras; promove a micção; hemorróidas; artrite; gota; obesidade; inflamações; tonsilite.

Indicações (Uso Externo): calmante da pele em acnes, furúnculos e erupções da pele; laringe e faringe (bochechos com infusão); dermatoses e picadas de insetos; hidratante suave da pele; irritação dos olhos; hemorróidas; inflamações da boca e garganta; artrite; inflamação das mucosas; limpeza bucal; inflamações; tonsilite.

Floral: FLORAIS DAS GERAIS - Malva-real - personalidades com forte sentimento de rejeição social, fugindo de qualquer contato com outras pessoas por sensação de inferioridade. 

Contra-indicações: em pessoas com diarreia crônica, pois em doses elevadas pode causar diarreia e desconforto abdominal. A malva está contraindicada durante a gravidez e a amamentação.

Toxicidade: a planta tem propensão a acumular nitratos em níveis tóxicos.

Efeitos colaterais da malva: o principal efeito colateral da malva é a intoxicação, quando utilizada em grandes doses.

Plantio : Multiplicação: reproduz-se por sementes ou estacas (mudas); Cultivo: prefere clima ameno, embora suporte temperaturas elevadas. O plantio, é feito na primavera com espaçamento de 60 cm entre as plantas. Exige solos férteis, por isso deve-se adubar com bastante matéria orgânica. A irrigação deve ser semanal, quando não chover. Colheita: colhem-se as folhas a partir do 6o mês, secando-as à sombra.

Planeta regente: Regente – Marte. Planta associada aos signos de Áries e Escorpião (Ervas do sítio). Outra fonte (Wicca - A Feitiçaria Moderna - o livro das ervas, magias e sonhos) indica que a planta é regida por Vênus e é associada ao signo de sagitário.

Habitat: originária da África, Europa e Ásia. Cresce subespontaneamente na região centro-sul do Brasil.

Observações: na Grécia é consumida como hortaliça. As folhas e ramos prestam-se como forragem.


USO RITUALÍSTICO DA ERVA MALVA

Erva da Orixá Oxum.

Utilizada em banhos para o equilíbrio emocional e mediúnico. Ajuda a combater a depressão e baixa auto estima. Promove atmosfera de paz e acolhimento, em forma de defumador é indicada também para tratar espíritos sofredores, muito útil para os trabalhos espirituais.

Ednay Melo
fontes de Pesquisa:
Tua Saúde
Plantas que curam





Comentários