Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2016

O Mal das Fofocas e Intrigas dentro de um Terreiro de Umbanda

Imagem
A Umbanda é uma religião livre e aberta a todos, ou seja: livre, pois não se prende a uma doutrina exclusiva e restritiva, permitindo a cada ramificação e a cada terreiro, exercerem a sua própria doutrina e seus próprios fundamentos de acordo com seus guias espirituais; aberta, pois recebe a todos sem preconceito de crença, cor, status social ou econômico, ou preferências sexuais.

As casas de Umbanda estão sempre com suas portas abertas a todos, se motivando pela caridade no ajudar ao próximo e na educação moral e espiritual do ser humano.

O “código moral umbandista” se baseia no respeito às diferenças, no respeito a todas as crenças, e a todas as formas de praticar a religião de Umbanda que existem no mundo. É, no mundo, pois a Umbanda se tornou uma religião não só brasileira, mas que se encontra em vários países, como: EUA, Argentina, Uruguai, França, Suíça, Portugal etc.

Sem preconceito, a Umbanda acolhe a todos e a todos tem uma palavra de força, de fé de conforto. Porém, os terr…

Atenção em Sua Casa

Imagem
O padrão vibratório de uma casa tem relação direta com a energia e o estado de espírito de seus moradores. Tudo o que pensamos e fazemos, as escolhas, os sentimentos, sejam bons ou ruins, são energias. O resultado reflete nos ambientes, pessoas e situações.
O corpo é nossa primeira morada e nossa casa, sua extensão. É ela que nos acolhe, protege e guarda nossa história. Da mesma forma que limpamos, nutrimos e cuidamos da vibração de nosso corpo, devemos estender esses cuidados e carinhos ao lar. Mais que escolher o imóvel e enfeitá-lo com móveis e objetos – muitas vezes guiados apenas por modismos ou pura praticidade -, a elaboração da atmosfera de um ambiente é importante porque reflete a personalidade de seu dono, dando pistas sobre seus gostos, estilo de vida, história e sonhos.

Há quem acredite que, colocando cristais, sinos de vento, fontes, espelhos, instrumentos do feng shui, é possível atrair bons fluídos e equilíbrio para dentro de casa. Mas, é muito pouco, pois a personalid…

Tulca em Homenagem a Xangô 2016

Imagem
Junho é mês de Xangô! Consideramos o sincretismo de Xangô com São João Batista, dia 24 de junho! A Tulca mais uma vez agradece a todos que participaram da nossa singela homenagem! Compartilhamos a nossa mensagem deste dia festivo: 
Xangô é o Orixá da Justiça! Antes de pedirmos justiça quando nos sentirmos injustiçados, peçamos justiça quando formos nós os causadores de injustiças aos nossos semelhantes! A machada de Xangô corta dos dois lados! Para nos proteger e para nos ensinar, nos dando conforme as nossas obras! Sejamos humildes para reconhecer os nossos erros e tolerantes para que a Justiça de Olorum se faça em todas as circunstâncias!










Saravá Pai Xangô! Kaô Kabecilê!!!
Família Tulca em gira festiva no dia 18/06/2016




Quando Nasce uma Casa de Umbanda

Imagem
Muitos umbandistas expressam o desejo de terem suas casas. Na maioria dos objetivos, a razão é para fazer o que discorda da atual casa ou para ditar as suas próprias regras. No entanto uma corrente espiritual de Umbanda nasce de razões profundas, alicerçadas no compromisso moral, ético e espiritual. Não se trata de um local para atender as vontades das pessoas e nem tão pouco um palco de atrações.

Uma casa de Umbanda é um lugar sagrado onde se encontra apoio e acolhida aos encarnados e desencarnados. Um lar para quem quer ficar, uma escola para quem quer aprender, um hospital para quem quer se curar. 
Ela nasce em coração simples e sincero, com disposição e capacidade de agregar, somar e de partilhar. São esses os dons que outorgam o nascimento de uma corrente umbandista. Valores que não se aprendem em cursos, que não são comprados ou adquiridos por graus parentescos e “ritos mágicos”. São valores forjados pela dedicação ao trabalho mediúnico, pelo discernimento e disciplina que no …

Omulu

Imagem
Omolu é o orixá da saúde, vibrando especialmente sobre médicos, enfermeiros, casa de saúde, hospitais e cemitérios; discordo da ideia de que é uma força negativa ligada à pestes e à varíola.

Na imensidão daquele ambiente, onde o silêncio, a paz e tranqüilidade predominam, é que percebemos quão irrisória é a vida material e quão verdadeira é a vida espiritual: é a ´calunga pequena´, o Reino de Omolu!

Lá verificamos que de nada valem a inveja, a maledicência, o orgulho, a vaidade, enfim, todas as fraquezas da matéria.

Naquela morada, onde todos nós um dia iremos habitar, é que sentimos a força de Omolu, o orixá da saúde, quer material, quer espiritual. Injustiçado por muitos que o consideram o ´´Deus da Peste“, responde a todos com a sua vibração poderosíssima, protegendo os doentes, as casas de saúde e os hospitais; dando intuição aos médicos; restituindo a saúde, caso ainda não seja momento da nossa passagem pois, quando este chega, mais uma vez obter certo equilíbrio no plano espiritua…

Os Elementos Litúrgicos e Rituais

Imagem
“O culto não é simplesmente um sistema de símbolos pelos quais  a fé se traduz exteriormente; é o meio pelo qual ela se cria e se  recria periodicamente. Consistindo em operações materiais ou  mentais, ele é sempre eficaz”. (Durkheim, 1996, p. 460)
Liturgia é um termo que pode ter vários significados, um deles seria “a ação assumida pelo povo em favor da comunidade” (derivada da palavra grega“leitourgía”). Porém, com o passar do tempo, esta ação passou a significar serviço prestado ao Estado e/ou à divindade (Igreja, Templo). Significando “uma ação de resposta religiosa a Deus” (derivada da palavra latina eclesiástica “liturgia”,significando “culto divino”).
As pessoas em culto litúrgico acabam perdendo sua identidade profana e adquirem uma identidade divina, não em um individualismo, mas dentro do coletivo do culto.
Seguem os passos do Sacerdote em um roteiro não escrito em palavras, mas em gestos, atitudes, sentimentos de fé; formas mentais e corporais de sentir as divindades: 
"N…

Preciso Desenvolver a Mediunidade?

Imagem
A ausência de consciência dos seus próprios sentimentos  é a maior fonte de desproteção que pode existir.
Não é a mediunidade que trava a vida, muzanfio. É a energia que nasce na intimidade de cada um que pode emperrar ou abrir os caminhos da vida
Mediunidade é talento divino emprestado para serviço e aprimoramento, é um tesouro que Deus empresta ao homem para sua felicidade.

O que o médium precisa desenvolver é sua qualidade de vida, para poder irradiar a força da prosperidade, precisa melhorar sua conduta, para conseguir iluminar, com a bondade, a sua existência, e melhorar seus sentimentos, para alcançar a cura das doenças da alma.

O que o médium precisa, muzanfio, é desenvolver o jeito de viver e falar, agir e ser no bem.

Tem muitos fios que acha que os espíritos do mal vão fazer morada na mente se não desenvolver mediunidade. Isso acontece mesmo, mas é porque muitos fios não cuida do seu talento. E mediunidade, pra ser cuidada, solicita disciplina, melhoria e maturidade.

A mediuni…

A Cabana de Pai Inácio

Imagem
A Cabana de Pai Inácio é a continuação da obra A História de Pai Inácio só que desta vez este querido preto-velho conta com a narração de Mãe Joana, personagem também presente na primeira obra. Para quem não leu ou não se recorda, estes dois espíritos foram convidados a trabalhar na implantação da Umbanda no Brasil.
Na presente obra, Pai Inácio e Mãe Joana vão nos contar como estruturaram um templo de Umbanda nos primórdios da religião. Para tanto, Pai Inácio contou com a mediunidade de Magali e de seu esposo Alcides, que foram os encarnados escolhidos para coordenar o projeto. Alcides já possuía um terreiro, mas não trabalhava na Umbanda e - devido a sua vaidade - chegou a se envolver em sério processo obsessivo que foi resolvido com a ajuda de Pai Inácio e de seus amigos guardiões. Desta vez, Magali seria a chefe do projeto e a médium de Pai Inácio. Alguns médiuns do antigo terreiro não se afinizaram com a mudança, mas a maioria ficou e outros foram chegando. Aos poucos todos foram …

Momentos Tulca

Imagem
Alguns dos nossos momentos abençoados, nestes 5 anos de amor à Umbanda! Saravá!!!