Pular para o conteúdo principal

Destaques

Livro: Umbanda de Almas e Angola

Livro: Umbanda de Almas e Angola


Apresentação do Livro

O livro Umbanda de Almas e Angola – Ritos, Magia e Africanidade é resultado de uma longa pesquisa, envolvendo Terreiros, Pais e Mães de Santo, Organizações não-governamentais e demais pessoas ligadas ao Ritual de Almas e Angola.

Numa linguagem simples e informal, fundamenta-se em depoimentos e entrevistas realizadas durante inúmeras visitas, na maioria das vezes, em horários diferentes dos trabalhos espirituais, possibilitando um contato mais direto com os entrevistados. 

Num primeiro momento, com apoio do Conselho Estadual Cristão de Umbanda e Cultos Afro-brasileiros de Santa Catarina – CEUCASC, a pesquisa estendeu-se a todo o Brasil, porém, em sua fase conclusiva, restringiu-se aos Terreiros localizados em Santa Catarina, por serem hoje referências para a Umbanda de Almas e Angola. 

Ter minha mãe entre as yalorixás de Almas e Angola e ao mesmo tempo zeladora de uma casa de santo, foi um fator determinante para a execução e conclusão dessa pesquisa, que faz uma retrospectiva do Ritual de Almas e Angola, resgatando suas particularidades e fundamentações filosófico-religiosas. 

O livro está dividido em quatro partes: a primeira tem como foco a Umbanda fazendo uma referência à religião afro-brasileira que norteia Almas e Angola desde o seu surgimento no Rio de Janeiro, até os dias atuais em Santa Catarina; na segunda parte, são abordados temas pertinentes ao Ritual de Almas e Angola, objetivando retratar um pouco de sua história, cotidiano, organização e hierarquia, possibilitando, assim, uma visão de conjunto; a terceira parte é dedicada à Tenda Espírita Caboclo Cobra Verde por ter servido de local onde foi possível aliar teoria e prática; e a quarta e última parte traz a tona questões polêmicas envolvendo os novos paradigmas de Almas e Angola e a formação holística para Pais e Mães de Santo. 

Acredito que o resultado final deste trabalho será de muita utilidade, principalmente para os seguidores de Almas e Angola. Penso também, que servirá de referência para estudiosos interessados na religiosidade afro-brasileira. 

Apesar do uso de uma linguagem coloquial e de sua informalidade, possui importantes registros que estavam se perdendo no tempo e no espaço. Entregar esta obra pronta é ter a sensação de dever cumprido.

Um forte axé! 
O autor





Comentários