Um Depoimento de Gratidão no Dia de Mamãe Oxum - Tenda de Umbanda Luz e Caridade - Tulca .

16/07/2015

Um Depoimento de Gratidão no Dia de Mamãe Oxum


Oxum Tulca


Salve Mamãe Oxum! Orixá do amor! Ainda sinto a tua benção sobre o meu ori, pelas mãos abençoadas da minha querida mãezinha carnal, que se tornou uma de suas Falangeiras após o desenlace do corpo físico.

Ela me batizou sobre as tuas águas, em desdobramento astral, num espetáculo da natureza o qual meus olhos jamais viram com tão profunda beleza, o cenário estava protegido por uma grande muralha, era um bosque verdejante, com árvores e flores de todas as cores, lá adiante havia uma cachoeira e um rio de águas claras que corriam em disparada.

Minha mãezinha estava ali a me chamar, que emoção em revê-la depois de tantos anos! Meu real amor sobre esta terra e por toda a eternidade! Ela pediu que me ajoelhasse na beira daquele rio e tomou um pouco de suas águas em suas mãos em conchas, derramou sobre minha cabeça afirmando que eu iria encontrar o sentido da minha vida na religião de Umbanda, onde iria cumprir todo o planejamento da minha reencarnação.

Na época não entendi esta colocação, porque a minha religião, até então, era a Doutrina Espírita. Tempos depois, a vida cheia de supostas coincidências, me fez reencontrar a Religião de Umbanda, na qual estabeleço toda a minha vida, amor e gratidão por todo o sempre.

A primeira Gira de Umbanda na Tulca, ainda em minha residência, foi no dia 16 de julho de 2011, dia de Mamãe Oxum, este dia não foi planejado para o acontecimento da Gira e foi neste momento do primeiro contato com a Umbanda como dirigente, no dia de mamãe Oxum, que me lembrei do desdobramento astral e, finalmente, com muita emoção, entendi a dádiva divina que foi o reencontro com a minha querida mãezinha.

A partir deste dia, o dia consagrado a esta grande Orixá é sempre dia de reflexão, emoção e agradecimento a toda Corrente Astral de Umbanda, que em mim confiou apesar de não ter nenhuma experiência terrena e pacientemente, me ensina até hoje a amar e respeitar a luz que vem de Aruanda!

Do livro "Umbanda Luz e Caridade - Ednay Melo"

  

Nenhum comentário