14 de janeiro de 2018

Textual description of firstImageUrl

Quem são os Pretos Velhos?

Quem são os Pretos Velhos?

Muita pretensão seria trazer em um único artigo, todas as informações a respeito desta tão importante Equipe Espiritual.

Com humildade, virtude por eles tão ensinada, que trazemos à você, esta singela contribuição para o seu estudo.

Entende-se no Espiritismo que a Criação Divina está em constante movimento e sintonia, as quais, por menores que sejam as moléculas, cada uma tem sua função e ciclo sempre rumo à evolução.

Por longos períodos o Espiritismo, por conta de adeptos ainda em fase rudimentar evolutiva, entendiam que apenas os Espíritos de seres em fase encarnatória que adquiriram algum grau de instrução acadêmica, tivessem permissão e moral para nos transmitir mensagens edificantes.

Em um presente tão distante deste passado, infelizmente, essa ainda é uma verdade em muitas reuniões mediúnicas.

Na Equipe Espiritual ou Linha Espiritual que os Pretos Velhos trabalham, não existe essa separação, pois na espiritualidade o que tem importância, são os valores a serem enviados a quem teve a oportunidade da reencarnação e que em conjunto, se faz cumprir a missão de constante ensinamento e por quê não dizer; aprendizado, pois os humildes, por mais sábios que possam ser, sempre se permitem aprender.

Foi no período da Escravidão no Brasil, onde predominantemente, o povo Africano sofreu com o tráfico de seus nativos é que se fez ponto principal e mais relatada expiação desses Espíritos, sendo sempre importante também destacar, que muitos Pretos Velhos sequer são negro ou até mesmo, velhos e obviamente, trabalham tanto na polaridade masculina quanto na feminina.

Alguns destes Trabalhadores foram grandes Médicos, Padres, Químicos, Magos e conhecedores da manipulação de todos os elementos da Terra em toda parte do Planeta, não somente no Brasil. Entretanto, todos, em algum período de vida terrena e em fase mais primitiva, cometeram atos que lhes acarretaram consequências que os levaram a um ciclo provatório evolutivo emergente mas de duras provas de humilhações, dores, perdas e decepções, tendo como herança dessas sofridas encarnações, a honrosa missão de ser luz e nos mostrar a importância de cada dificuldade que conseguiram superar.

Por culpa do preconceito, orgulho e falta de conscientização, esta equipe teve e ainda tem, dificuldades em exercer seu primoroso trabalho em favor da evolução espiritual.

Atuantes com mais intensidade nos Terreiros de Umbanda, religião anunciada numa reunião Espírita através do Médium Zélio Fernandino de Moraes pelo Espírito do Caboclo das 7 Encruzilhadas, os Pretos Velhos e outros tantos Espíritos até então excluídos, tiveram espaço para enfim trazer seus valiosos ensinamentos.

E antes mesmo da Umbanda se fazer presente no planeta uma gama de Espíritos precisaram fazer escola para se apresentarem da forma que fazem hoje, como velhos psicólogos cuidadores da nossa psiquê. Estudaram muito nas escolas espirituais para poderem se apresentar como fazem hoje, porque só a teoria com a ação nos leva a um completo aprendizado. São Espíritos que já venceram a ignorância e são doutores no ensinamento de como se faz para ter a humildade, a serenidade dos mais vividos com sabedoria. Sentimentos e posturas imprescindíveis para um adiantamento espiritual necessário.

Muitos ainda titubeiam quando os mesmos se manifestam em seus médiuns nas reuniões Espíritas com postura, voz ou trejeitos de pessoas mais velhas, pois ainda julga-se o livro pela capa. Isso não deve ser visto como misticismo. Um médium que tem sua conduta moral preservada e lapidada de acordo com os ensinamentos Crísticos, tem humildade suficiente para se fazer medianeiro de um Espírito que em elevadíssima evolução se submete a vir em terra em seu mais humilde e sofrido envólucro espiritual, para diante dos que buscam por ensinamentos em suas dores e aflições, encontrem ali, acima de tudo, o colo e a compaixão de quem entende a dor do seu irmão (sim, todos somos irmãos, filhos de um mesmo pai) e trazem consigo um antídoto, ensinando o poder analgésico e transformador que tem a fé.

Não podemos esquecer que Espíritos zombeteiros podem se passar por Espíritos evoluídos e o que os diferenciam é o teor da mensagem passada.

“Aquele que tem ouvidos para ouvir, que ouça! Todas as coisas me foram entregues por meu Pai, e ninguém conhece o Filho, senão o Pai; e ninguém conhece o Pai, senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar” (Mateus 11:15 e 11:27).

Eles se fazem “menores” a seu ver, para que no momento da comunicação você não se sinta em nenhum momento humilhado ou tolo, como se sentiria se diante de um “Doutor” estivesse.

Eles falam como falamos com as crianças, porque independente da idade, diante de Deus, todos somos pequeninos, aprendendo 3 simples lições:

Primeira:
•Escutar - a voz do coração

Segunda:
•Falar - depois de ter feito a primeira

Terceira:
•Caminhar - no caminho do bem

Sábios em manipular os elementos que a Divina criação nos presenteia, estes Espíritos, manipulam o poder magnético de cada um deles, tendo um papel importantíssimo na quebra de feitiços maléficos, sejam eles com ou sem auxílio material. Possuem também como todo elevado espírito, o poder de cura, constantemente realizadas em benzimentos com ervas mas nunca sem o auxílio primordial da fé conjunta com o necessitado.

Quando a Humanidade tiver total ciência de que o poder dos bons pensamentos, atos e acima de tudo, da fé são tão grandes que por si só fazem valer a lei do merecimento, os Pretos Velhos poderão se quiserem, abrir mão de qualquer particularidade, da defumação que o seu cachimbo com ervas medicinais faz para limpar o campo energético do encarnado, sujo por ruins pensamentos, não mais utilizarão velas, pois teremos poder mental suficiente de ligação com as forças supremas sem necessidade de chama, seremos a faísca que se ligará com o todo, enfim o Preto Velho poderá vir em terra puramente, de mãos vazias de matéria e cheias de luz se revelando como ele realmente é.

Mas enquanto uma única alma precisar do auxílio dessas poderosas ferramentas energéticas, elas serão sim utilizadas

Quem de fato precisa evoluir, somos nós e não eles. Se nos falta muito estudo, compreensão e compaixão pra entender os irmãos de caminhada, imagine o que nos falta para poder compreender inteiramente a espiritualidade.

E se fica a dúvida de até quando se farão necessárias as manifestações do modo que são feitas até o presente momento, como disse um sábio Vovozinho certa vez, aqui vos digo: “Assim será até quando Zâmbi (Deus) quiser.”

Jackelline Furuuti
Blog Letra Espírita




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Topo