Para um Tratamento Espiritual dar Certo - Tenda de Umbanda Luz e Caridade - Tulca

05/01/2020

Para um Tratamento Espiritual dar Certo

Para um Tratamento Espiritual dar Certo

Acredito que todo mundo já se deparou com aquele médium que reclama de tudo, que a vida não está boa, que o dinheiro está curto, que não consegue trabalho, que o relacionamento está indo de mal a pior eteceteras.

O que muitas vezes acontece com esse médium? porque de um lado vemos um médium próspero e do outro um médium que parece uma tartaruga emborcada que não consegue sair do lugar?

Cada caso é um caso, e deve ser analisado com critério. Mas um dos fatores que observamos a respeito dessas pessoas é que elas simplesmente OUVEM mas não ESCUTAM o que os guias as aconselham.

Um outro fato é que elas querem ser ajudadas mas não querem se esforçar para que isso aconteça. A muito comodismo, conveniência.

Muitas vezes um médium está em desequilíbrio pelas suas próprias escolhas e posturas perante a vida e nesse caso é preciso que ele esteja disposto a fazer concessões, reformas.

Eu costumo dizer que o médium é um imã quando está em desequilíbrio, ele simplesmente se auto destrói, quando os guias chefes de um terreiro e mesmo os guias do próprio médium percebem tais declínios, lhe manda mensagens pela boca de outras pessoas, por sonhos, por intuições. Um bom guia chefe nesse momento começa a orientar seu pupilo de algumas posturas e mudanças que deverão ser tomadas.

Médiuns devemos deixar claro e frisar, NÃO SÃO PERFEITOS SÃO FALÍVEIS.

A princípio dependendo do caso podem iniciar com banhos purificadores, equilibradores e mesmo de descarrego, podem pedir que se faça algumas obrigações religiosas, que se volte a prece, a vigília dos pensamentos, médiuns entendam e tenham certeza que somos nossos maiores algozes, muito antes de chamarmos para nós os inimigos espirituais, nós somos a porta que ficou entreaberta, nós permitimos os ataques por questões de sintonia e chamamento pelos nossos atos e pensamentos, condutas morais duvidosas.

A grande dificuldade de nossos mentores é que muitos médiuns nesses estágios, sei lá por ego, orgulho, arrogância, se cegam e simplesmente não fazem o que está sendo pedido, negligenciam suas próprias necessidades espirituais.

Muitas vezes o guia chega e orienta: meu filho, você entrará em preceito e em resguardo, durante esse período de tratamento se abstenha de comer carnes, ir em bares, igrejas e cemitérios, você irá preparar um bom banho energético da seguinte forma, e irá tomar no seguinte horário conforme estou lhe orientando. O médium na frente do guia ou mesmo do dirigente concorda e se predispõe a fazer, só que nos BASTIDORES, faz justamente o contrário e quando faz… faz de qualquer jeito, não utiliza o que foi pedido, faz as pressas, quando pior, acabou de fazer o que lhe foi pedido, já está indo para lugares carregados de energia negativa (ex. bares), na primeira indisposição familiar, já surta, xinga, pragueja contra si mesmo e o mundo etc.

Será que ele irá obter o resultado tão esperado? claro que não, tempo perdido.

Muito pelo contrário, acaba por desequilibrar ainda mais, o que todos os médiuns e mesmo consulentes precisam entender é que um tratamento espiritual só tem um bom resultado quando estamos realmente abertos de coração a sua realização. Um tratamento espiritual não tem muita diferença de um tratamento médico aqui do mundo terreno, se uma pessoa vai num médico e não toma os remédios e não segue as orientações adequadas para o tratamento acaba por arruinar ainda mais seu estado de saúde, é como aquele antibiótico que se não tomado na hora certa as bactérias que estão sendo combatidas, se tornam mais resistentes e mais fortes, agravando ainda mais o estágio da doença.

Um tratamento que um guia receita é algo muito sério, tem as precauções corretas as ervas certas de acordo com aquele filho e o problema, caso contrário é a mesma coisa de ir ao médico e passar com um mal médico. Um tratamento médico realizado por um dirigente que não sabe o que está fazendo pode ser ainda mais danoso, principalmente se ele usar de métodos que vão contra as prescrições e orientações dos guias e mentores. Métodos errados, canalizando energias que no lugar de trazer o lenitivo irão desequilibrar ainda mais o assistido.

Fora esses detalhes tem outras situações, a do médium simplesmente achar que tudo é espiritual e que o espiritual tem que resolver tudo na sua vida. Tem pessoas que vão no terreiro passam com um guia a busca de trabalho, só que não fazem um bom currículo, não buscam cursos de aperfeiçoamento em suas carreiras, não saem a busca de trabalho, muitas nem mandam currículo, acham que o Exú tal ou o Preto Velho X, vai trazer o emprego batendo na porta do cidadão. Pessoal nossos guias e entidades não são garotos de recados.

Como diz uma velha e sábia frase bíblica: FAÇA A TUA PARTE QUE EU TE AJUDAREI.

Os guias não estão aqui para viver a nossa vida por nós, e muito menos correr atrás de trabalho, de amor para ninguém.

Vocês não acham que é um tremendo desconhecimento espiritual achar que um exú e uma pombogira de lei, com todo o trabalho espiritual que possuem no campo astral, vão ficar correndo atrás de trazer a pessoa amada para quem quer que seja? Pensem.

Nossas guardiãs Pombogiras adoram sim tratar da parte emocional, sentimental, trazer o equilíbrio que muitas vezes falta, mas usá-las para trazer a pessoa amada ai já é negligenciar sua forma de atuação. Elas podem sim dar conselhos, trazer mudanças e conscientizações,mas não são alcoviteiros. Entidades que se prestam a tais favores honestamente não se enquadram num patamar de um exú e pombogira de lei, e muitas dessas entidades não são idôneas e cobram bem caro seus serviços, os quais quando acontecem de fato, duram pouco, ou quando duram condenam a uma vida de infelicidades e amarras, estou falando daquelas que fazem principalmente trabalhos de feitiçaria e amarração.

Sim, nossos guias estarão presentes nos nossos piores momentos, como um amigo consolador que cede o ombro para chorarmos e nos protegermos. Nos intuirão, darão sinais, quem tenha olhos que veja. Tudo fica mais fácil de ser enfrentado.

Eu como dirigente fico pensando o que faz um médium ter tamanha displicência em relação a um bom conselho, a um bom tratamento? Em muitos casos lhes fata FÉ VERDADEIRA E LHES SOBRA EGOÍSMO E VAIDADE.

E onde foi falado que ser médium é fácil? pois é, ser médium não é fácil, devemos muitas vezes dar até o que não temos em prol do nosso semelhante. Mas para isso devemos fazer todo o esforço necessário para nos mantermos em equilíbrio.

É muito fácil se manter em equilíbrio quando tudo corre bem, mas quando as coisas começam a não dar tão certo, e as provas da vida nos apresenta muitas vezes nossa Fé fica frágil e duvidosa, e é nessas horas que devemos nos silenciar e ter com nossos guias e mentores, elevar nossos pensamentos ao Pai Maior, é nessas horas que a oração deve ser mais insistente e forte, ao ponto de romper nossas muralhas intimas, até que o caminho se apresente e a resposta venha.

Muitos se revoltam contra Deus, eu orei e Deus não me ouviu, os guias não me ajudaram. Tenham certeza que a oração quando feita com fé é ouvida, e algumas coisas não podem ser mudadas, mas com certeza o alento virá de uma forma ou de outra.

Por essas e outras meus irmãos, antes de cobrar a assistência espiritual, antes de reclamar que nada caminha na sua vida, observe suas condutas e reveja se você está realmente fazendo sua parte, se você realmente está seguindo as orientações prescritas pelos guias e mentores, nossos guias querem o nosso melhor, mas infelizmente não podem infringir ao livre arbítrio no que condiz as nossas próprias escolhas.

Quando um guia lhe der um conselho, escute e acate-o da melhor forma, para que dessa forma mais a frente não lamente e nem tenha que ouvir a frase dolorida de UM TE AVISEI.

Muitas vezes os médiuns me procuram e falam, Mãe Cristina na minha casa não tem explicações, não tem palestras, não temos tratamentos, infelizmente acontece, mas veja não se pode dar o que não se tem, e não podemos tratar quando estamos enfermos também, o que dizer: PROCUREM UM BOM TERREIRO DE UMBANDA. ABENÇOEM E DESAPEGUEM.

Cristina Alves





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Topo