Qual a Umbanda Verdadeira? - Tenda de Umbanda Luz e Caridade - Tulca

25 de março de 2018

Textual description of firstImageUrl

Qual a Umbanda Verdadeira?

Qual a Umbanda Verdadeira?

Atualmente, a Umbanda está sendo amplamente difundida, seja através dos livros, dos meios de comunicação de massa, seja através de Terreiros comprometidos com o estudo, seja através das entidades espirituais que, incansavelmente, nos orientam com os seus sábios conselhos. Apesar de todo material disponível para se entender a Umbanda, ainda restam muitas dúvidas e muitos anseios para encontrar a "Umbanda verdadeira".

A Umbanda é amplamente difundida sim, como também são amplas as diferenças de teorias, ritos e doutrinas, este o motivo de tantas dúvidas que surgem quando o neófito faz a sua pesquisa aleatoriamente e na busca de uma única pergunta surgem várias respostas. Isto muitas vezes o faz desistir da religião, dá a impressão que a Umbanda não tem firmeza nem organização no que prega.

Retornamos a um tema imprescindível para ser explorado antes de todos: A diversidade da Umbanda. O fato é incontestável, a Umbanda não é codificada como na doutrina espírita, por exemplo. Esta última segue a codificação de Allan Kardec, então, todos os centros espíritas têm como base as orientações de Allan Kardec, é muito mais fácil estudar e encontrar em todas as casas a prática do que foi estudado.

Mas, o fato de não ter uma codificação única, torna a Umbanda menos eficaz na sua proposta religiosa? Não, definitivamente. A Umbanda é uma religião que é acolhedora de consciências, respeita o livre arbítrio e a maturidade espiritual de cada um, a Umbanda não é proselitista. Ela dá a oportunidade de escolher o que é melhor para o entendimento de cada um. Darei como exemplo a doutrina espírita outra vez: o atendimento ao público nesta doutrina se dá basicamente pelo esclarecimento do Evangelho a fim de propiciar a reforma íntima, única maneira de aperfeiçoamento espiritual, para isto se utilizam de palestras educativas e quem já teve a oportunidade de participar de uma delas pode testemunhar que na grande maioria das vezes são palestras inacessíveis ao público menos favorecido intelectualmente. A Umbanda dá oportunidade para este público, como para outros públicos divergentes em consciências, entendimentos e maturidade espiritual. Eis a vantagem da diversidade na Umbanda: acolhe a todos.

Como tirar o melhor proveito da diversidade da Umbanda? Primeiro procure entender a si próprio. O que você gostaria de encontrar na Umbanda? Um espaço para auxiliar em sua evolução espiritual ou um espaço para desenvolver apenas ritos? Fica a seu critério,  mas cuidado, focar apenas nos ritos não é a proposta dos Guias de Umbanda e algumas casas trazem a principal proposta, que é a prática do amor e da caridade camufladas, onde os ritos são usados apenas para impressionar e angariar adeptos. 

Ao encontrar sua resposta, permaneça no terreiro escolhido por você, mas permaneça com o comprometimento de seguir fielmente a sua doutrina e o seu regimento interno, encontrará assim uma forma leve e eficaz de sentir-se feliz. 

Enfim, não existe umbanda verdadeira nem falsa, existe a umbanda que mais se aproxima dos seus anseios e da sua capacidade para entender os dois mundos, material e espiritual. Somente uma coisa deve prevalecer em todas as vertentes e propostas umbandistas: a gratuidade de todos os atendimentos e o respeito e proteção a todos os seres da criação e reinos da natureza e, principalmente, o respeito aos ensinamentos dos Guias, que devem sempre ser passados pelo cadinho da razão e do bom senso: linguagem simples, esclarecedora e sábia, cuja mensagem seja sempre do amor e da caridade.

Ednay Melo


Temos outro texto que pode o auxiliar nesta questão: Como nos Beneficiar da Umbanda







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Topo