O Religioso Hipócrita - Tenda de Umbanda Luz e Caridade - Tulca
logo

O Religioso Hipócrita

Publicado em 25/09/2021

O Religioso Hipócrita

As pessoas costumam acreditar que o diabo, o mal, o pecado, está em pessoas como o ateu, a prostituta, o ladrão e o traficante de drogas.

No entanto, o tipo de pessoa que mais Jesus criticou em sua época foi o fariseu, ou seja, o religioso hipócrita.

O hipócrita está em todas as denominações, seja ele católico, evangélico, espírita, budista, islâmico, ou qualquer um. O religioso hipócrita é o pior tipo de todos, pois nunca sabemos o que ele é de verdade. Os ladrões sabemos que roubam, as prostitutas fazem sexo abertamente por dinheiro, os ateus são sinceros ao declararem sua descrença em Deus e no sagrado, os traficantes de drogas vendem entorpecentes. Mas o religioso hipócrita finge ser uma coisa que não é. Transmite uma imagem de moral, de santidade, de amor ao próximo, mas é, em verdade, um aproveitador da fé alheia.

São como os “sepulcros caiados”, a “raça de víboras” como chamou Jesus, nunca sabemos quem são de verdade. O ladrão, a prostituta e o ateu ao menos têm coragem de ser o que são… mas o religioso hipócrita não tem coragem de ser o que é. O religioso hipócrita demonstra ser uma coisa, mas é outra.

Sob os holofotes ele fala de Jesus, de paz, de perdão e dos valores cristãos mais elevados, mas nas sombras, quando ninguém está olhando, ele conspira, manipula, tem ódio e tenta tirar vantagens. Ele se vale da crença das pessoas para explorá-las, para ganhar alguma coisa.


O Religioso Hipócrita
Há uma máxima popular que diz: “O valor de uma pessoa está no que ela faz quando ninguém está olhando”. Assim, o religioso hipócrita, nas sombras, é como o ladrão que ele tanto critica, pois pega para si as doações de seus seguidores. O religioso hipócrita é como a prostituta que ele tanto quer converter, pois ele também se prostitui por dinheiro. O religioso hipócrita é também como o ateu que ele quer convencer da existência do divino, pois diz amar e acreditar em Deus, mas na verdade só ama a mamom e seu próprio ego. Ele sim é o verdadeiro ateu, pois caso amasse e acreditasse mesmo em Deus, não faria o que faz.

O religioso hipócrita é, ainda, como o traficante de drogas, pois deixa o povo entorpecido e apático com seus discursos bonitos, suas manipulações e seu fanatismo, da mesma forma que, tal como a droga, cria um mundo ilusório onde seus fiéis afundam e definham.

Assim, o religioso hipócrita, o fariseu dos nossos tempos, é o pior tipo de pecador. É ladrão, prostituta, ateu e traficante de drogas ao mesmo tempo. Talvez seja por isso que ele tanto ataca estes três. Ele não gosta muito de concorrência.

Mas o diabo certamente gosta muito mais do religioso hipócrita, pois este – muito mais do que o ladrão, a prostituta, o ateu e o traficante – faz um serviço muito valioso para as trevas: desvia os buscadores do caminho de Deus e os leva ao caminho da perdição.

Hugo Lapa



Nenhum comentário:

Postar um comentário