Orixás - Tenda de Umbanda Luz e Caridade - Tulca .

11/01/2024

Orixás




Na Umbanda, há uma grande diversidade de orixás cultuados, mas a quantidade exata pode variar de acordo com as linhas de trabalho de cada terreiro.

Cada orixá possui uma ligação específica com a natureza e influencia diferentes aspectos da vida humana, como proteção, equilíbrio emocional, prosperidade e saúde.

CARACTERÍSTICAS E INFLUÊNCIAS

1. Ogum: Considerado um guerreiro, Ogum é o senhor dos caminhos, das batalhas e das demandas. É ligado às energias masculinas e à força e coragem. Representado pela força e pelo ferro, associado à coragem e à determinação. Ele tem influência nas batalhas da vida, auxiliando na superação de obstáculos e na conquista de objetivos.

2. Oxóssi: Orixá das matas, das florestas e dos animais, Oxóssi é considerado o caçador e protetor da natureza, está relacionado à fertilidade, à fartura. Sua energia influencia a busca por equilíbrio, a conexão com a natureza e a abundância.

3. Xangô: Orixá da justiça e do trovão, Xangô é conhecido por sua sabedoria, objetividade, força e equilíbrio. Ele é o senhor da pedreira e da justiça divina, é relacionado ao fogo, ao trovão e à pedreira. Ele é responsável pela harmonia e pela imparcialidade. Sua energia influencia na busca por sabedoria, justiça e no equilíbrio das emoções.

4. Iansã: Orixá dos ventos, das tempestades e dos raios, é uma orixá guerreira, que representa a força e a coragem, ligada às transformações e ao movimento. Sua energia estimula a determinação e a capacidade de se adaptar às mudanças.

5. Iemanjá: Orixá das águas, é considerada a mãe de todos os orixás. Protetora das famílias, dos pescadores e dos navegantes, é representada pela imensidão dos mares e oceano. Sua energia influencia na proteção, na maternidade, na família e na intuição.

6. Oxum: Orixá das águas doces, é associada à fertilidade, à maternidade, à riqueza e à beleza. Representa a água dos rios, a doçura e o amor. Sua energia está relacionada à busca pelo autoamor, ao equilíbrio emocional e à prosperidade.

7. Oxalá: Orixá supremo, Oxalá é o pai de todos os orixás. Ele é associado à paz, à união, à sabedoria e à verdade. É conhecido por sua energia calma e tranquilizadora. Ele está presente em todas as coisas e possui influência em todas as áreas da vida. Sua energia estimula a serenidade, a harmonia, a espiritualidade e o autoconhecimento.

8. Omulu, também conhecido como Obaluaiê, é um Orixá frequentemente associado à cura, à saúde, à renovação e purificação.

SINCRETISMO RELIGIOSO 

O sincretismo religioso é uma prática que ocorre quando elementos de diferentes tradições religiosas são combinados ou identificados uns com os outros. No contexto das religiões afro-brasileiras, é comum encontrar sincretismo entre orixás e santos católicos:

1. Iansã: Sincretizada com Santa Bárbara.

2. Omulu (Obaluaiê): Sincretizado com São Lázaro ou São Roque.

3. Xangô: Sincretizado com São Jerônimo ou São João.

4. Ogum: Sincretizado com São Jorge.

5. Oxum: Sincretizada com Nossa Senhora da Conceição ou Nossa Senhora do Carmo.

6. Iemanjá: Sincretizada com Nossa Senhora da Conceição, Nossa Senhora dos Navegantes ou Nossa Senhora da Glória.

7. Oxóssi: Sincretizado com São Sebastião.

8. Oxalá: Sincretizado com Jesus Cristo.

Essas correspondências variam em diferentes regiões e tradições das religiões afro-brasileiras, refletindo a adaptação das práticas religiosas africanas às condições e contextos locais no Brasil.

CORES, SAUDAÇÕES, DIAS DA SEMANA E DATAS COMEMORATIVAS DOS ORIXÁS 

As cores associadas aos Orixás podem variar um pouco de acordo com a tradição específica da religião afro-brasileira e também nas tradições africanas originais. Aqui estão algumas associações de cores, saudações  e dias de alguns Orixás:

1. Oxalá: Branco é a cor associada a Oxalá, representando pureza e paz. Saudação Epa babá! Dia: domingo. Data: 25 de dezembro.

2. Iemanjá: Azul claro é associada a Iemanjá, representando o mar. Saudação Odoyá. Dia: segunda-feira. Data: 08 de dezembro.

3. Oxum: Azul escuro é associada a Oxum, simbolizando o encontro do rio com o mar. Saudação Oraieiêo! Dia: sexta-feira. Data: 16 de julho.

4. Xangô: Marrom é associada a Xangô, representando a Terra. Saudação: Kawô Kabiecilê. Dia: quinta-feira. Data: 24 de junho.

5. Ogum: Vermelho é a cor associada a Ogum, simbolizando energia, coragem e guerra. Saudação: Ogunhê! Dia terça-feira. Data: 23 de abril.

6. Oxóssi: Verde é associada a Oxóssi, representando as matas. Saudação: Okê Arô. Dia: quinta-feira. Data: 20 de janeiro.

7. Iansã: Amarelo dourado, que simboliza poder e transformação, refletindo a personalidade altiva e tempestuosa.  Saudação: Epahey! Dia: quarta-feira. Data: 04 de dezembro.

8. Omulu/Obaluaiê: Preto e branco, simbolizando vida e morte, sendo morte relativo à transformação. Saudação: atotô! Dia: sábado. Data: 16 de agosto.

Lembre-se de que essas associações podem variar e são influenciadas pelas diferentes tradições dentro das religiões afro-brasileiras.

Mãe Ednay
Dirigente da Tulca 




Nenhum comentário