Omulu - Tenda de Umbanda Luz e Caridade - Tulca .

01/07/2012

Omulu

 

Omulu

Dia da semana: sábado – dia do Astro Saturno

Data comemorativa: 16 de agosto

Sincretismo: São Roque

Cor: preto e branco

Ervas: barba de velho, babosa, hortelã e outras.

Frutas: maracujá, coco seco, abacaxi e outras.

Flores: cravos brancos, monsenhor branco e todas as flores na cor lilás.

Ponto de força: Calunga Pequena ou Campo Santo (Cemitério)

Elemento: terra

Pedra: ônix preto

Símbolo: xaxará com palha da costa e búzios

Saudação: Atotô Ajuberô! – Significa: Silêncio! O Senhor está na terra!

Astro: Saturno – planeta mais lento

Deuses na mitologia greco-romana: Saturno para os romanos e Chronos para os gregos.

 

Omulu é o Orixá da saúde e da transformação, transformação necessária à evolução. Ele ajuda no caminhar evolutivo, transformando os defeitos em qualidades, o mal em Bem, as trevas em luz, eis o sentido da transformação: transformar o homem em uma criatura melhor, para acelerar a sua evolução.

Tudo que de certa forma bloqueia ou atrasa o desenvolvimento do ser humano em sua essência Divina, Omulu favorece a oportunidade de renovação e crescimento integral. É conhecido também como o Orixá da saúde, auxiliando no equilíbrio físico, mental e espiritual, tendo sempre como meta a evolução.

Omulu é o Orixá que faz cumprir as leis cármicas. Responsável pelo controle, transformação e distribuição de energias, sendo considerado o Orixá Maior da magia, da transformação e do equilíbrio. Omulu é Orixá terra, de toda terra, inclusive das camadas internas do globo e, desta forma, é considerado Orixá base para todos os demais, todos os Orixás vão a ele, todos os Orixás fazem desdobramentos com os demais, menos Omulu. Exemplo: o desdobramento de Ogum com Omulu é "Ogum Megê", e o desdobramento de Omulu com Ogum não existe. Omulu é um Orixá que por si só se basta, se completa. Genericamente ele “sustenta” todos os outros Orixás na cadeia harmoniosa do Universo.

É o Orixá, que junto à Iansã, auxilia no momento do desencarne e conduz os espíritos recém-libertos do corpo físico para serem auxiliados de acordo com o merecimento de cada um.

Existem dois mitos devido à falta de conhecimento, hoje inadmissíveis, de que Omulu é Orixá da morte e da doença. Para início do nosso esclarecimento, a morte, como fim, não existe, quem é espiritualista e acredita que a morte é o fim tem que rever os seus conceitos antes de se dizer espiritualista. A morte é uma transformação, uma passagem de uma vida a outra, e Pai Omulu é o Orixá que auxilia os recém-desencarnados em sua nova jornada. A doença existe sob três formas: cármica, natural do desgaste do corpo e a provocada pelo próprio indivíduo, jamais um Orixá provoca a doença. Este mito se deve a epidemia de varíola que houve na África em tempos remotos, onde os africanos pediam com sua fé ao Pai Omulu que os livrassem dessa doença, porém, muitos faleceram, porque era o seu dia, porque tinha que ser, mas os africanos associaram este episódio a este Orixá, o denominando a partir daí de orixá da morte e da doença. Como o ser humano tem o hábito de acreditar em boatos, sem passar o fato pelo cadinho do bom senso e da razão, até hoje, infelizmente, ainda existem pessoas, entre elas as que se dizem fiéis da Umbanda, que acreditam e repassam esta inverdade. Lamentável! Omulu é o Orixá que promove a saúde física, mental e espiritual, dando o equilíbrio à vida. 

A pipoca é o elemento ritualístico de Omulu, utilizada para promover a cura.

Geralmente os filhos de Omulu têm mediunidade ostensiva desde tenra idade e sua constituição energética é propensa a repelir energias negativas que venham de pessoas e ambientes. São calados, reservados, observadores, leais, perspicazes, conselheiros e bondosos. No lado negativo podem ser austeros, violentos, insensíveis, rancorosos e implacáveis.

Agradeçamos a este grande Orixá a vida, porque ele nos auxilia no processo reencarnatório a fim de nos regenerarmos e evoluirmos rumo ao Criador, bem como auxilia as almas recém-desencarnadas, para que também consigam a sua evolução na nova vida que se inicia.

Omulu e Obaluaiê, em nossa doutrina, são energias do mesmo orixá: orixá da saúde, da transformação, da consciência kármica e do respeito aos nossos ancestrais como a nossa raiz mais profunda. Pai Omulu, representado pelo elemento terra, é o alicerce onde todos os orixás trabalham harmoniosamente em nosso benefício, proporcionando o equilíbrio tal qual proposta divina, em nossas vidas e em nosso planeta.

Do livro Umbanda Luz e Caridade - Ednay Melo

Um comentário